quarta-feira, 2 de março de 2011

Contra câncer e alzheimer, uma xícara de chá verde



O chá-verde é mais uma daquelas coisas que os orientais usufruem há tempo, e nós, ocidentais, só estamos descobrindo agora. Muito popular no Japão e na China, o chá tem comprovadas propriedades antioxidantes, importantes na prevenção de doenças, como Alzheimer e outras que atingem o cérebro.


Os pesquisadores da Universidade de Newcastle, na Grã-Bretanha, constataram que o chá-verde pode ser um bom aliado do corpo para prevenir o câncer. Os benefícios da bebida são ainda mais bem-vindos se levarmos em consideração que o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima um aumento de 38% nos casos da doença no Brasil até 2020.

Os efeitos positivos isolados já tinham sido comprovados, mas agora foi verificado que o benefício ocorre mesmo após a digestão do chá. Afinal, a digestão é um processo essencial, mas nem sempre os nutrientes são absorvidos depois dela.


No Verão, a bebida também é uma das aliadas para proteger a pele dos males do sol, como sugerimos aqui no Vida em Alta. A bebida também É importante ressaltar que quem toma medicamentos deve consultar o médico sobre o uso do chá-verde.



Preparo


A preparação do chá-verde difere um pouco dos chás tradicionais. Coloque um litro de água no fogo, e quando aparecerem as primeiras bolhas de ar, apague. A água não deve ferver. Para a quantidade, são indicadas duas colheres de sopa da planta. Mas se falta um costume com o gosto amargo, pode começar com uma colher de sopa para um litro de água.

Preparar o chá-verde com uma outra erva (fresca ou em saquinho) também melhora o sabor. Pode ser erva-cidreira, hortelã, erva-doce. Ferver a água com um pedaço de casca de abacaxi ou de manga é outra tática para deixar o chá mais gostosinho. Ou, ainda, pingue algumas gotas de limão no chá pronto.

Foto de Charmaine Porgie



Vida em Alta
http://www.vidaemalta.com.br/
 
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário